Café eSpresso ou eXpresso?

Grafar café espresso no lugar do termo em português expresso pode gerar um bom debate.

Afinal, na língua portuguesa, não existe a grafia “espresso“.

Segundo a wikipédia, ““Espresso” grafada com “s” não existe na Língua Portuguesa  — ela nada mais é que o italiano para expresso. A palavra “expresso”, por sua vez, é originária do latim expressus, particípio passado de exprĭmĕre, que significa entre outras coisas “apertar com força, comprimir, espremer, tirar de, arrancar”. Em português, esse verbo latino originou exprimirespremer e, por extensão de sua forma nominal, expressar”

Daí, o termo italiano “espresso” equivale a “retirado sobre pressão”.

No nosso português ‘expresso’ significa ‘rápido’. Há quem diga que também serve, já que o café espresso fica pronto em 15 segundos.

Como os revisores de texto em português não reconhecem a palavra “espresso”, usar a grafia portuguesa facilita, porque evita o sublinhado em vermelho do Word aparecendo toda hora.

Dizem que, para quem prefere usar o termo original com S, o certo é manter a palavra em itálico, para avisar que se trata de um termo estrangeiro.

Pessoalmente, acho que é mais adequado manter na grafia original, já que não escrevemos “caputino” nem “maquiato” no lugar de cappuccino e macchiato.

E já reparei que as melhores cafeterias seguem essa regra, especialmente porque fora dos países de lusófonos, a grafia é sempre com S.

Aqui no blog, mantenho a versão original, mas cada um pode escrever como preferir, sem receios!

Beijinhos,

Lak

Se você gostou, leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *