Café instantâneo

Se existe uma maneira absolutamente rápida e prática de se fazer café, é optar pelo café solúvel. Aqui no Brasil, apesar do país ser um dos maiores exportadores mundiais de café instantâneo, essa opção é quase malquista, em detrimento da nossa afinidade com o café de coador.

Criado em 1901, por Satori Kato, um cientista japonês que trabalhava em Chicago, o café solúvel tornou-se popular em 1938, com a criação do famoso Nescafé.

No entanto, café solúvel não se limita à sua versão mais famosa, que tem um gosto muito característico. Existem várias opções de café instantâneo no mercado e é possível encontrar alguns com sabor mais próximo do cafezinho comum. Quase sempre, o instantâneo é mais suave que o café preparado de maneiras mais tradicionais e possui notas acentuadas de caramelo.

Apesar de ser considerado heresia por muitos apreciadores de café, tem suas vantagens:

  • É a maneira mais prática de se preparar café, basta adicionar água quente. Não requer filtro especial ou qualquer outro utensílio.
  • A dosagem pode ser feita diretamente na xícara, portanto, evita qualquer desperdício ao preparar uma ou mais xícaras.
  • Pode ser adicionado diretamente ao leite quente, o que produz uma bebida mais cremosa, já que não leva água na composição.
  • Uma vez familiarizado com o produto, dificilmente se erra no preparo.

Como se produz o café instantâneo:Imagem de pó de café solúvel

Dois tipos de grãos são comumente usados: arábica e robusta.

Bem, apesar de ser prático na mesa, sua produção passa por várias etapas:

  • Torrefação: tal como o café comum, o grão a ser utilizado no café solúvel é torrado em cilindros giratórios até começar a estalar feito pipoca (o que ocorre a cerca de 165ºC).
  • Moagem: o grão torrado é esmagado (moído) antes de ser colocado na solução com água.
  • Extração: Uma vez torrado e moído, o café é dissolvido em água.  Água é adicionada em filtros a altas temperaturas, fazendo com que a solução tenha uma concentração de 15 a 30% de café. Podendo ficar mais concentrado antes que processo de secagem comece por evaporação à vácuo ou congelamento.
  • Secagem: Existem dois métodos usados em larga escala:
    1. Secagem por congelamento: O extrato de café concentrado é colocado na câmara de secagem e resfriado rapidamente formando cristais de gelo. Em seguida, cria-se um vácuo e essa câmara é aquecida. Isso produz condensação da água, que expande seu volume e é removida. Os grãos secos vão direto para o empacotamento.
    2. Secagem por pulverização: Um spray pulveriza o extrato de café a 30m de altura, que seca enquanto cai e, na base, acumula-se o pó solúvel.

 

Cá entre nós, minhas marcas favoritas de café solúvel são Café do Ponto (a embalagem é linda e fecha hermeticamente, por isso, adoro usá-la depois para conservação de açúcar, sal, etc) e Pilão.

Beijinhos,

Lak

Se você gostou, leia também:

12 respostas a Café instantâneo

  1. Sandra disse:

    Lak, eu adoooro café solúvel!
    Mas nunca vi da marca Pilão nem do Centro aqui em Curitiba, vou procurar melhor!
    Nunca tinha pensado como que era feito o café solúvel
    Aqui eu compro da marca Iguaçu Gourmet, bem bom!

    • laklobato disse:

      Iguaçu não provei ainda. Mas anotei a sugestão. Se comprar, te falo. O do Café do Ponto é uma delícia! Eu realmente adoro!
      Claro que café espresso é muito melhor, mas pra quem quer praticidade além de um bom cafezinho, o solúvel é ‘diumtudo’.
      Beijos

  2. Renata de Freitas disse:

    O único café instantâneo que eu gosto – e nem me importo em ficar sem a máquina por umas semanas – é o Nescafé GOLD BLEND. http://www.nestle.com/Brands/Pages/BrandsDetail.aspx?brandguid=86CA4289-43E9-4FC3-995F-92148B4DB2CF&BrandName=Nescaf%C3%A9%20Gold Não vende no Brasil, por isso, eu levo o meu na mala quando vou praí 🙂 Não sei porque não vende no Brasil, nesse site mostra como vende na maioria dos países onde Nescafé está inserido. Também vende em sachê e eu levo sempre sachê na bolsa quando vou para albergue ou dormir na casa dos outros, pra pedir um pouco de água quente pro meu cafezinho.

    • laklobato disse:

      É, eu vi esse no supermercado na França e na Espanha. Se bobear, até no Chile… Não sei pq é difícil achar algumas modalidades de Nescafé muito melhores do que tem aqui, no Brasil…
      Vc tá certíssima de levar o próprio pó quando viaja!!
      Beijos

  3. Cássia disse:

    Oi Lak,

    Eu sou viciada em café solúvel com leite, gosto sem açúcar, bem quente ou gelado.
    No leite gelado demora um pouco para dissolver mas fica ótimo, também gosto de misturar com um pouquinho de achocolatado quando quero variar mas o vício é com leite sem açúcar.
    Antes só gostava do Nescafé agora gosto também do Iguaçú em pó, dissolve melhor no leite gelado.
    Já com água não gosto, prefiro café expresso ou coado.
    Um abraço

  4. Eu sou louco por café e o solúvel é a opção do meu dia a dia. O Iguaçu em Pó é o meu favorito juntamente com o Pelé em Pó. Acho o café solúvel em pó mais aromático que em grãos.
    Sem açúcar e com água quase em ebulição.
    A matéria foi muito pertinente.
    Parabéns
    Paulo R Gaefke

  5. Assuka Saheki disse:

    Olá, gostaria de saber qual é a marca de café solúvel que tem o sabor mais próximo do café comum, coado. Obrigada

  6. Pensei que ia passar a dosagem correta para fazer o cafezinho com café solúvel. 🙁

    • dusuarez disse:

      Cada marca tem sua quantidade e cada pessoa gosta de um jeito. Mas na embalagem do café tem o modo de preparo. Basta seguir e ir ajustando conforme o seu gosto.

  7. LORENA LOURENÇO disse:

    Olá,em café solúvel instantâneo é o único que gosto pelo sabor, por não ser forte e não me provoca desconforto na digestão do mesmo é o Matinal da Nescafé.

  8. Willian disse:

    Onde eu compro no Brasil o Gold Blend?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *