[Review] Café des Fleurs

Quem me conhece pessoalmente (ou virtualmente a ponto de dizer que me conhece bem), sabe o quanto sou apaixonada pela cultura francesa. Tanto que o francês é meu segundo idioma, aprendido em vários anos de aulas particulares e algumas idas à França para treinar. Alias, a França é uma das maiores empatias familiares que tenho. Mãe, irmã, marido, cunhado, todo mundo apaixonadíssimo por Paris.
Dizia, minha falecida avó que ela tinha um avô francês, mas o sobrenome dele, fosse qual fosse não chegou a mim e estou longe de poder dizer que tenho ascendência francesa que justifique tamanha paixão pela Cidade Luz.

O que meu marido mais ama em Paris, certamente são as boulangeries (padarias) que dão um cheiro indiscritível aos arredores. Lembro quando estivemos lá pela primeira vez, que bastava nos aproximar de uma dessas padarias, para ele exclamar “adoro esse cheiro!”. Realmente, é um cheiro tão saboroso, que se você for fã de pães salgados e doces, fica com água na boca em milésimos de segundos!

Mas, infelizmente, ir à Paris para comprar croissant, brioches e pães doces típicos de viennoiserie (se você traduzir no Google Translate,  virá como “pastelaria” mas não é  bem isso,  são pães doces feitos com massa folhada, que você pode ver se colocar tal palavra no Google Images) não é das tarefas mais baratas, que qualquer reles mortal consegue com facilidade, o jeito é se refugiar às casas francesas daqui das terras tupiniquins. Aqui entre nós, a diferença de paladar é grande, porque praticamente tudo é adaptado ao paladar brasileiro. Os franceses usam pouquíssimo sal e açúcar, o que deixaria muito brasileiro insatisfeito. Portanto, as casas especializadas costumam salgar e adoçar tudo um pouco mais, porém, algumas agradam assim mesmo.

Uma das minhas favoritas é o Café des Fleurs que fica no bairro do Campo Belo, em São Paulo capital. A casa temática, só pela decoração, já vale como uma mini viagem à França. Impecavelmente decorada com móveis de madeira pintada de branco e papel de parede floral, passando pelos mínimos detalhes, como o vaso de vidro das mesas com seu formato de Torre Eiffel.
Quanto aos quitutes, além das tais viennoiseries (confesso que não gosto muito do croissant de lá, mas tudo bem, porque já reprovei croissants até na França, sou exigente com a massa), a casa oferece bolinhos e docinhos lindamente decorados e um macaron impecável. Nem sei qual sabor é melhor, mas o de champagne é pedida obrigatória.
Já o espresso que oferecem é da marca Orfeu, produzidos somente com grãos da variação arábica, razoavelmente bem tirado, adociado, com acidez média e notas florais. A casa também oferece alguns blends da Nespresso, que vem acompanhados de um delicioso chocolate meio amargo.
O cardápio da casa também há alguns chás franceses cujas amostras são trazidas à mesa em vidrinhos lindos que explicam tudo que o chá leva, especiarias como cravo, canela, maçã e até caramelo; além de sanduíches, quiches e outros pratos rápidos.

Para quem for ou vier a São Paulo passar uns dias, vale a pena experimentar. De verdade!

Beijinhos,
Lak

Café des Fleurs
R. Gabrielle D’Anunzzio, 1291
de terça à domingo, das 08h às 22h
fechado às segundas.

Se você gostou, leia também:

5 respostas a [Review] Café des Fleurs

  1. Eliane disse:

    Local de fato adorável!!! que nos reporta a França nos detalhes.
    muito bom poder ter essa opção, quando não é possível entrar num airbus e saltar em Charles De Gaulle.

  2. cristina ferber vieira lessa disse:

    Lak, parabéns pelo Blog, que é de muito bom gosto. Aqui em BH é um suplício tomar um café decente. Mesmo em livrarias e shoppings a nota é zero para o café. Gosto dele mais ralo mas a explicação que me dão é que a máquina só faz de um jeito: o jeito “normal”. Então peço que ponham mais água, e ao perguntar pelo bombom ou trufa eles ainda têm coragem de perguntar: serve paçoquinha?

  3. Allan disse:

    Hmm Valeu a dica. Minha família mora na grande São Paulo e de repente um dia eu apareça por ai…
    Moro em Brasília e aqui sugiro o Café Grenat, que tem cafés de excelente qualidade dentro tem um estilo Suiço ( eu acho.. é muito bonito). Um local aqui que adoro chama-se BOULANGERIE que é uma típica boulangerie francesa e tem aqueles pães maravilhosos que vemos na França tudo aqui em Brasília..
    Um café que realemente lembra os Parisienses chama-se Daniel Briand…o preço é salgado mas esse lembra demais Paris…

    Ah não sei se você conhece mas o melhor café que tomei na vida foi um café no “Café Cambronne” em frente ao Ibis e bem próximo ao Metrô Cambronne em Paris… Se você voltar lá tome e depois me diga que marca é afinal! Perguntei a garçonete e ela me disse que seria o café do Napoleão…Não sei se meu francês falhou ou se é isso mesmo…
    Abraços,
    Allan
    allanrc@gmail.com

    • laklobato disse:

      Opa, valeu pelas dicas… Ta anotado pra próxima vez que for a Paris! Um outro café nesse estilo muito bom é o Le Pain Quotidien. Até o momento só sei do que tem no Shopping Cidade Jardim. Mas, vou pesquisar pra fazer um post sobre eles. beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *